Dieta da proteína [Guia Completo]

Você já ouviu falar na dieta da proteína? Sabe todas as características desse processo que já melhorou a qualidade de vida de milhares de pessoas? Então considere a leitura a seguir!

Já este comprovado pela ciência que o excesso de peso é muito prejudicial à saúde, pois além de sobrecarregar todos os órgãos do nosso corpo, eleva índices sanguíneos perigosos e podem, com o tempo, levar inclusive a morte. Além disso, há uma considerável diminuição da autoestima fazendo com que a pessoa possa desencadear as famosas doenças da modernidade, especialmente a depressão.

E no intuito de fugirmos desse mal tão alarmante, nos entregamos às inúmeras dietas que prometem sem fundamento algum redução de peso em muito pouco tempo e sem qualquer sacrifício, mudança de hábitos sedentários, etc.

dieta proteica

Mas será que isso é mesmo possível?

Bem, sem qualquer ação da pessoa no sentido de reverter o excesso de peso através de uma dieta lógica, a resposta efetivamente para essa questão é um sonoro não! Contudo, se partirmos para uma dieta, estudada, equilibrada, inteligente, balanceada e que atua nos pontos chaves, como a dieta da proteína, então a resposta é sim, pode ser possível. Quer saber como? Continue lendo atentamente o texto a seguir e saiba todos os detalhes dessa maravilhosa dieta rica em proteína que te faz emagrecer sem sacrifícios!

Você está desacreditado nas dietas?

Muitas vezes ficamos frustrados quando precisamos urgentemente emagrecer, entramos em contato com dietas que prometem verdadeiros milagres, algumas até afirmando que podemos continuar com o estilo de vida sedentário, mas na realidade não passam de engodos. Fazendo com que apenas percamos nosso tempo e deixando-nos desacreditados com qualquer tipo de dieta.

Contudo, isso acontece porque a grande maioria das dietas é mais marketing do que ação efetiva, ou seja, faz mais propaganda do que resolver propriamente o excesso de peso da pessoa. Mas existem sim dietas muito boas e agora temos a excelente oportunidade de lhe apresentar a melhor: a dieta da proteína ou dieta proteica.

O que é de fato a dieta da proteína?

Antes de respondermos essa pergunta, que tal darmos “nomes aos bois”? Pois uma dieta séria não pode surgir do nada, precisa que um profissional responsável que publique e assine sua funcionalidade, dando, portanto, total respaldo ao que vamos tratar aqui!

O criador dessa dieta revolucionária foi o Dr. Robert Atkins – um renomado cardiologista norte americano – quando ainda no ano de 1972 publicou um livro chamado “a dieta revolucionária do Dr. Atkins”, revisada no ano de 1992. Essa técnica foi amplamente aplicada no centro para controle da obesidade que o médico mantinha na cidade de Nova York com resultados muito positivos. Hoje ele não esta mais vivo, contudo deixou um legado fabuloso que podemos certamente aproveitar.

O Dr. Robert Atkins em suas pesquisas descobriu que o grande vilão que sabota qualquer tentativa de emagrecimento é o carboidrato, pois primeiramente observou que os esquimós viviam até longeva idade e que possuíam índices muito baixos de doenças cardiovasculares. Pesquisando mais a fundo notou que poucos indivíduos dessa população em especial sofriam com excesso de peso, mas mantinham grande disposição para o trabalho e demais atividades cotidianas.

Em seguida, o renomado médico, relacionou a dieta alimentar dos esquimós a esse perfil de saúde tão buscado pelas pessoas, ou seja, eliminação da obesidade e qualidade de vida! Percebeu que a dieta desse povo era rica em proteínas e muito pobre em carboidratos, já que a base alimentar deles era a carne animal, peixe e ovos.

Mas segundo o criador dessa dieta de alta proteína, por que ela funciona?

Porque segundo o Dr. Atkins existem dois grandes fatores envolvidos com relação a essa pergunta!

Porque muitas dietas radicalizam ao cortarem de forma exagerada as proteínas a serem ingeridas, fazendo com que as pessoas se sintam mal, sem disposição e inclusive apresentando fraqueza e tonturas. Dessa forma, logo abandonam a dieta e colocam tudo a perder.

Depois porque notou que o grande responsável pelo ganho de peso é o carboidrato e que cortando ele o organismo não terá o que queimar e irá fazer isso na própria gordura do corpo.

Ou seja, a dieta funciona basicamente eliminando os carboidratos da dieta e privilegiando as proteínas, daí o nome: dieta da proteína.

O que posso e o que não posso comer?

Dieta da proteína, quais os alimentos permitidos? Para que a dieta do Dr. Atkins possa dar certo, o interessado deverá ter bastante atenção quanto aos alimentos que poderá ou não comer, usando a lógica, a inteligência e o conhecimento aplicado desse renomado médico!

Bem, como o próprio nome já diz, a dieta da proteína se baseia na própria proteína, que pode ser consumida através da carne vermelha (bovina), carne branca (porcos e frangos), queijo, manteiga, ovos, etc.

Mas diferente do que algumas mídias informam de maneira irresponsável, é necessário muito bom senso, pois o praticante dessa dieta esta liberado para comer proteínas e não consumir de forma irresponsável gordura saturada. Ou seja, se vai comer uma picanha tudo bem porque é uma proteína, mas não há nenhuma necessidade de consumir a “gordurinha”. Se for comer um frango assado, ótimo porque é proteína, mas também não existem motivos de acordo com a dieta de comer a pele, sabidamente repleta de colesterol.

regime da proteinas

Mas só posso comer proteínas?

Não! A pessoa também poderá consumir alguns legumes e verduras que possuem quantidade insignificante de carboidrato, tais como: alface, tomate, agrião e pepino.

Além disso, a pessoa também poderá comer algumas frutas seguindo o mesmo princípio de raciocínio, entre elas: melancia e melão.

E o que esta efetivamente proibido?

Qualquer tipo de carboidrato, os principais são: macarrão, lasanha, arroz, pizza e batata (inglesa, doce, etc.).

Como seguir a dieta à risca?

Para que não sinta uma diferença muito grande e impactante, procure inicia-la aos poucos, a cada dia vá ingerindo mais proteína e abandonando o carboidrato.

No café da manhã, por exemplo, beba seu copo tradicional de café (diminuindo cada vez mais a quantidade de açúcar até que nem precise mais dele), com algumas fatias de presunto e ovo cozido.

Já no almoço coma feijão, mas deixe de lado o arroz, substituindo-o por outra carne.

E assim por diante até que não sinta mais falta de qualquer carboidrato e já esteja com o organismo completamente adaptado só as proteínas.

Mas é muito importante que se lembre que a dieta é composta por duas fases, a primeira mais rígida de quinze dias onde os carboidratos devem ser radicalmente cortados! Depois segue um descanso de três dias para que possa dar início a segunda fase da dieta, um pouco mais branda, também de quinze dias! Depois desse período, caso queira prosseguir com a dieta em função dos excelentes resultados alcançados, aconselhamos buscar orientação de um médico especializado em nutrição para que possa lhe acompanhar mais de perto.

Quais os benefícios que a dieta da proteína trás?

Estudos recentes comprovam que o uso responsável da dieta da proteína pode aperfeiçoar o sistema imunológico das pessoas, deixando-as mais saudáveis e dispostas (assim como os esquimós da pesquisa do Dr. Atkins), não existem limites de consumo, promovem maior sensação de saciedade e ajudam e destruir gorduras, proporcionando um corpo bem definido.

Quais os malefícios que a dieta da proteína pode trazer?

Como o consumo de proteína animal é elevado nessa dieta, evidentemente, o usuário poderá ter um aumento do colesterol. Por isso deverá manter essa taxa sempre sob observação, para que não fique acima do valor estipulado pela organização mundial da saúde.

A dieta também pode levar a problemas intestinais devido ao baixo consumo de fibras. Contudo, isso geralmente acontece quando a pessoa não segue a risca a dieta, pois se ela comer as frutas adequadas não passará por esse tipo de problema.

Excesso de sede e dor de cabeça já foram citados por pessoas que praticaram essa dieta, contudo se trata de um número muito reduzido.

Conclusão sobre a dieta da proteína

É uma dieta bastante lógica que procura cortar o mal pela raiz: o carboidrato. Contudo, é necessária muita atenção para que a pessoa possa potencializar os benefícios dessa dieta e assim perder peso, minimizando os possíveis malefícios.

Por isso, estabeleça um planejamento rígido e criterioso sobre o seu cardápio proteico diário e emagreça de fato sem sacrifícios.

Depoimentos antes e depois

Dieta da proteína depoimentos antes e depois

Essa dieta tem sido tão bem sucedida, transformando a realidade de tantas pessoas ao redor do mundo que trouxemos até vocês depoimentos daqueles que não tinham mais ânimo para dietas, que estavam muito acima do peso e que após a dieta da proteína emagreceram e passaram a ter nova qualidade de vida.

“Eu já estava muito acima do meu peso! Havia tentado de tudo e nada. Estava mesmo naquela fase de jogar a toalha e me alimentar de qualquer jeito sem me importar para o aumento de peso. Tinha desistido de mim! Mas minha vida mudou devido a insistência de uma amiga que me apresentou a dieta da proteína e hoje estou com o peso ideal para o meu IMC (índice de massa corpórea). O que me estimulou muito foi a perda sensível de peso logo no início da dieta, o que me fez acreditar e seguir em frente.”

“No princípio desconfiei, achei que era mais uma dessas dietas radicais, afinal ter de cortar todos os carboidratos de uma vez? Mas resolvi arriscar, já que nada dava certo comigo! Mas perdi todo o peso que eu queria e hoje estou bem disposta, sou feliz e periodicamente retorno a ela como forma de prevenção.”

“Quando eu conheci a dieta da proteína logo achei que pudesse mesmo ter algum fundamento, pois toda vez que comia pizza me sentia como um balão! Comecei a fazer a dieta e rapidamente perdi peso! É fantástico! Recomendo!”

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...